As luzes de setembro (Carlos Ruis Zafón) #02doano

DSC_0080

“Aquele foi um verão inesquecível…

Com 14 anos, Irene muda-se com a família de Paris para o litoral da Normandia. Ela fica encantada com a beleza do lugar – os despenhadeiros imensos, o mar e os portos. Lá, ela conhece Ismael, e os dois logo de apaixonam. Porém, quando menos esperam, se veem enredados numa trama nebulosa.

Irene e Ismael desvendam o segredo de um fabricante de brinquedos numa espetacular mansão repleta de seres mecânicos e sombras do passado. Juntos, graças à força do amor, enfrentam o medo e investigam estranhas luzes que brilham através da névoa em trono do farol de uma ilha. Os moradores do lugar falam sobre um criatura de pesadelo que se esconde nas profundezas da floresta.

Aquele mágico verão na Baía Azul será para sempre a aventura mais emocionante de suas vidas”

ISBN: 9788581051925  |  Autor: Carlos Ruiz Zafón  | Editora: Suma de Letras | Páginas: 232

Nota: ★ ★ ★ ★ ★

DSC_0077Acho que já deixei bem claro que Zafón é um dos meus escritores favoritos. Tenho uma paixão obsessiva por seus livros desde que conheci sua primeira obra (que aliás nunca resenhei aqui no blog, em breve o farei, foi uma grande influência na minha vida literária). As Luzes de Setembro é mais um de seus livros, que mantém o seu estilo característico para a escrita. O suspense, mistério em contato com o romance das almas personificadas é algo que me prende até a última página.

Após o falecimento do pai de Irene, a situação financeira de sua família se tornou crítica dificultando a vida em Paris. Logo sua mãe recebe uma proposta de emprego como governanta em uma mansão localizada na pequena cidade de Baía Azul. A mudança radical de ambiente se torna cada vez mais fácil quando Irene se aproxima de Hanna, uma garota alegre que trabalha na cozinha de Cravenmoore (mansão onde a mãe de Irene trabalha), e do primo dela, Ismael, um jovem contido e misterioso.

Quando tudo parece está se encaixando e todos finalmente se sentindo parte de seu novo lar, inicia uma série de acontecimentos macabros na cidade, a qual é coberta por uma sombra de terror, e de alguma forma isto parece está ligado a família de Irene.

DSC_0091A história como disse anteriormente é muito cativante por conta do mistério. Os personagem foram bem trabalhados. Porém achei o romance de Irene com Ismael um pouco fraco. Não sei se é devido eu ver tanta intensidade na forma de amar nos outros enredos de Zafón que acabei não tendo minha expectativa saciada.

O livro mantém o mesmo padrão de capa e grafia dos outros, deixando a minha estante ainda mais linda com essa ordem e sincronização das obras.

Eu recomendo a leitura, principalmente por se tratar de algo gostoso, aquele livro que você termina em uma sentada. Você se sente envolto de conforto e não precisa se esforça nada para querer cada vez mais saber o que irá acontecer.

DSC_0110

Para quem quer acompanhar minha meta de leitura pode ver meu histórico no Skoob e no Goodreaders.

Para acompanhar mais sobre o WonderJardim: Twitter ❤ Facebook ❤ Instagram ❤ LOOKBOOK ❤ Tumblr

O Conde de Monte Cristo (Alexandre Dumas)

DSC_2270


“Um clássico da literatura, O conde de Monte Cristo há mais de 150 anos desperta a imaginação e a sensibilidade de milhões de leitores em todo o mundo. Manipulando a trama com maestria, Alexandre Drumas cria uma teia de peripécias de tirar o fôlego – traições, denúncias anônimas, tesouros fabulosos, envenenamentos e vinganças – e apresenta uma galeria de personagens que retrata o espectro social de um mundo em transformação.”

ISBN: 9788537808276  |  Autor: Alexandre Dumas  | Editora: Zahar  | Páginas: 1664

Nota: ★ ★ ★ ★ ★

I’m back! Desculpa gente por essa desaparecida que eu dei, mas é que estava focada demais na leitura e também queria aproveitar o restinho de férias que ainda tenho. Mas agora estou de volta. Vou postar até aquilo que já está fora “de época” para vocês não perderem nada do que eu bati foto ou as novidades que tive, ok?

Hoje eu voltei com uma das coisas que eu mais amo falar: livros! Eu estava super ansiosa para escrever essa resenha e finalmente tive tempo para me dedicar a uma verdadeira obra prima: O Conde de Monte Cristo de Alexandre Dumas.

É dificilmente leio um livro que não gosto, mas também é muito difícil encontrar um que faça meu coração palpitar de emoção. O Conde foi um desses últimos. Apesar de bem extenso, eu queria mais e mais dele. A história é única e completamente envolvente.DSC_2242

Edmond Dantès, é um jovem marinheiro, honesto e sem muitas ambições, possui uma noiva que o ama, Mercedes, um pai amoroso e um trabalho que gosta. Após uma viajem, Edmond está de volta a Marselha e com dinheiro suficiente para concretizar seus sonhos.

Edmond é amado por aqueles que lhe rodeiam porém causa muita inveja a três personagens, Caderousse, Danglars, e Fernand. Os três, vendo que a felicidade de Edmond está a um palmo de ser realizada, arquitetam um plano maligno que afetará para sempre Edmond e o privará de tudo aquilo que ele ama. Apesar da falsa acusação de traição um quarto personagem, que mostra o quanto a ambição dos homens é cruel, Villefort, utiliza-se da inocência de Edmond para alcançar o cargo tão almejado.DSC_2273

Edmond é preso e privado de saber qual o seu crime. Durante seu sofrimento, ele conhece um prisioneiro, Abade Faria. Este homem vira um eterno amigo de Edmond ajudando a descobrir os responsáveis por sua prisão e o educando, deixando não só a herança do conhecimento como também a da riqueza.DSC_2243

Após 14 anos por intermédio de uma brilhante ideia sua, Edmond consegue fugir da prisão e toma posse das riquezas que herdou de seu amigo. Ao sair descobre a morte de seu pai, a falência de seu amado chefe e o pior, a infidelidade de sua noiva com um dos homens que lhe causou a desgraça. Após sucessivas decepções ele, estuda seus inimigos meticulosamente e arquiteta um plano com a maior paciência, no qual afetará de forma fatal aqueles que o destruíram.DSC_2238

Anos após, Edmond surge como o Conde de Monte Cristo, um homem peculiar, pálido e excêntrico, que causa euforia e curiosidade a todos que o vêem. Apresentado a sociedade de paris, inicia sua relação com seus inimigos de forma que ninguém consegue ver além da sua extrema riqueza. Forja uma falsa aparência a qual ninguém suspeita que até mesmo sua fala pode manipular a mente de seus inimigos a fazer aquilo que ele deseja.DSC_2196

Na história a muitos personagens importante e muitas histórias que se ligam. Não vou citar todos, somente estes principais, pois não consigo me ver falando sem soltar algum spoiler a vocês. Mas cada detalhe da história é muito importante e até mesmo aqueles personagens que achamos que não terá grande participação no futuro possui um grande objetivo, todos ligados a vontade do Conde.DSC_2254

Se você já viu o filme do Conde de Monte Cristo (que é muito bom aliás), pode entender um pouco da trama, mas recomendo que leia o livro pois não tem quase nada parecido na história. O filme une muitos personagens em um só e deixa muitas histórias de lado. Histórias que eu considero muito magnificas para ser esquecidas, porém eu compreendo que seria impossível captar tudo do livro em menos de 4h, pelo menos o objetivo e o principal foi colocado a mostra e desperta a curiosidade.DSC_2277

Outra recomendação para você que quer despertar sua curiosidade é assistir o anime Gankutsuou, ele é uma versão futurista da história e possui muito mais elementos parecidos do que o filme.DSC_2200

A minha edição é a versão de bolso da editora Zahar. Ela veio no meu Box Clássicos Zahar. A diagramação dela é boa, apesar das folhas serem muito finas (como as de bíblias), mas eu compreendo a necessidade devido a quantidade de páginas, tanto que é a primeira vez que vejo a obra sem está dividida em partes. Dentro do livro possui ilustrações na divisão das partes. A capa é dura (e linda!!!), o que facilitou demais na hora de ler e não danificou meu livro ❤ Apesar de ter sido escrito a mais de um século, a leitura é tranquila, há poucas palavras desconhecidas e muitas que tem possuem o seu significado no fim da página para auxiliar o leitor. Super recomendo essa edição.DSC_2262

Para saber mais sobre os livros que venho lendo é só me acompanhar na rede Skoob.

Para acompanhar mais sobre o WonderJardim: Twitter ❤ Facebook ❤ Instagram LOOKBOOK ❤ Tumblr

O Príncipe da Névoa (Carlos Ruiz Zafón)

DSC_0362

“Uma casa na praia abriga um mistério inimaginável…

Em 1943, a família do garoto Max Carver muda para um vilarejo no litoral, por decisão do pai, um relojoeiro e inventor. Porém, a nova casa dos Carver está cercada de mistérios. Atrás da casa, Max descobre um jardim abandonado, que contém uma estranha estátua e símbolos desconhecidos.

Os novos moradores se sentem cada vez mais ansiosos: a irmã de Max, Alicia, tem sonhos perturbadores, enquanto a outra irmã, Irina, ouve vozes que sussurram para ela de um velho armário. Com a ajuda do novo amigo, Roland, Max também descobre os restos de um barco que afundou há muitos anos, numa terrível tempestade. Todos a bordo morreram, menos um homem – um engenheiro que construiu o farol no fim da praia.

Enquanto os adolescentes exploram o naufrágio, investigam os mistérios e vivem um primeiro amor, um diabólico personagem começa a surgir: o Príncipe da Névoa, capaz de conceder qualquer desejo a uma pessoa – mas cobrando um preço alto demais…”

ISBN: 9788581051222  |  Autor: Carlos Ruiz Zafón  |  Editora: Suma de letras  |  Páginas: 184

Nota: ★ ★ ★ ★ ★

DSC_0374

Este é o primeiro livro da série de romances do Carlos Ruiz Zafón e mesmo com sua iniciação ainda em prova, considerei um livro incrível. Zafón é definitivamente um dos meus escritores favoritos e já no primeiro livro ele deixa bem nítido as suas principais características da escrita, a mistura de romance, amizade, suspense e um pouco de terror.

DSC_0376

A história vai retratar o mistério vivido por Max, sua irmã Alicia e um amigo recente da nova cidade para qual se mudaram, Roland. Max percebe que algo de estranho habita aquela cidade no momento em que chega na estação de trem. A história dos donos anteriores da residência na qual seu pai comprou, um acidente inesperado, o encontro do cemitério de estatuas e a coleção de filmes do antigo dono da casa, criam laços para a revelação de um grande mistério e terror que está despertando.

DSC_0372

Com a ajuda de seu amigo Roland, Max procura desvendar esse mistério e acaba descobrindo que a teia tenebrosa que a sonda é muito maior do que imaginava, e tudo está relacionado com o naufrágio de um velho navio na baia, no qual o único sobrevivente é o avó de Roland, que se nega a entregar toda a verdade para o menino Max e seu neto. Com o desenrolar da história eles percebem a presença de um ser macabro que sempre esteve presente nos mistérios que rondam aquela região e principalmente a história dos antigos moradores da nova casa de Max.

DSC_0379

A história te prende bastante, ou seja, a leitura passa correndo. Os personagens são muito cativos e você se apega ao mistério. Em certos momentos a verdade chega a ser um pouco macabra, mas esse é só mais um dos melhores fatores da escrita de Zafón. Não chega a ser um terror, porém o mistério e magia é bastante evidente na história, o romance é singelo mais aparece nela também.

DSC_0382

O livro é foi lançado pela Editora Suma das Letras e tem o mesmo padrão de cores e capas dos outros livros do Zafón *-* (adoro padrão nas diferentes obras de um mesmo autor). A diagramação também é padrão dos outros livros, contém o mesmo espaçamento, tamanho da fonte e páginas amareladas.

DSC_0381DSC_0378DSC_0383

E ai, alguém já leu? O que achou?

Para saber mais sobre os livros que venho lendo é só me acompanhar na rede Skoob.

E para acompanhar mais ainda o Wonderjardim é só seguir: Twitter ❤ Facebook ❤ LOOKBOOK ❤ Tumblr 

Água para Elefantes (Sara Gruen)

DSC_2333

“Desde que perdeu a esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas e fantasmas do passado. Durante 70 anos ele guardou um segredo: nunca falou a ninguém sobre o período de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora.

Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária, mas teve sua vida transformada após a morte de seus pais num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de fazer as provas finais e, desesperado, acaba pulando em um trem em movimento, o Esquadrão Voador do Circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra.

Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofre nas mãos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais.

É também sob as lonas que ele se apaixona duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August; e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo.

Água para elefantes é tão envolvente que seus personagens continuam vivos muito depois de termos virado a última página. Sara Gruen nos transporta a um mundo misterioso e encantador, construído com tamanha riqueza de detalhes que é quase possível respirar sua atmosfera.”

ISBN: 9788599296158  |  Autor: Sara Gruen  |  Editora: Arqueiro  |  Páginas: 272

Nota: ★ ★ ★ ★

A um tempo atrás eu tinha estabelecido uma meta de refazer algumas resenhas e adicionar fotos dos livros (coisa que eu não fazia antigamente). Estou começando pela ordem alfabética da minha página de resenhas. Este é o primeiro livro da minha atual página de resenhas. Percebi que não me aprofundei muito nele na hora de escrever a resenha, por isso também resolvi refazer ao invés de só adicionar as fotos novas.

DSC_2340O livro se encontra em dois tempos: passado e presente de Jacob Jankowski, o narrador. Vou me concentrar no passado (que é aonde a história é desenvolvida e tem maior relevância): Jacob foge desperado após a morte de seus pais e entra em um vagão de um trem em movimento, que é do Circo Irmãos Benzine. Ele permanece escondido com a ajuda de alguns trabalhadores e com muitos esforços consegue uma vaga de veterinário dos animais do circo.

O perigo e cautela são parte da rotina de Jacob e seus amigos de trabalho, isto cria uma certa aflição em nós, pois é algo que eles não podem fugir, já que vem do perigoso e difícil empresário do circo Tio Al, e August, o chefe do setor dos animais, altamente inconstante. O menor erro entre eles podem ser fatal partindo destes dois. Ocorre o surgimento de boatos que muitos acham que surgiram do medo, até que a realidade os tomem: o sumiço de pessoas dos vagões.

Os Irmãos Benzini já viveram tempos melhores e estão investindo muito em uma nova atração, uma elefanta chamada Rosie. A aparente salvação do circo acaba se mostrando preguiçosa não satisfazendo a intenção de Al e August, porém Jacob acaba criando um grande laço com a elefante e inicia seu treinamento junto com Marlena, esposa de August e grande estrela do circo. Na relação entre o animal e os treinamentos, acaba nascendo também uma relação intensa entre Jacob e Marlena, que tem muitos obstáculos para ficarem juntos.DSC_2321É muito impressionante as história e eu lembro-me de ter ficado presa principalmente pela insanidade dos vilões e como o amor é forte. Ver a vida do circo de uma diferente perspectiva, mais profunda, é muito envolvente. E acompanhar o auge, as atrocidades e a catástrofe que pois fim a esse grande espetáculo.

O Livro tem um filme dirigido por Francis Lawrence. Jacob é interpretado por Robert Pattison e Marlena por Reese Whiterspoon. Como todo filme a história não trem a profundidade de detalhes e inclui em um personagem mais de um. Mas não deixa de ser um belo filme, eu considero que vale muito a pena assistir.

DSC_2341

Para saber mais sobre os livros que venho lendo é só me acompanhar na rede Skoob.

Para acompanhar mais sobre o WonderJardim: Twitter ❤ Facebook ❤ Instagram ❤ LOOKBOOK ❤ Tumblr